Aspargos sem mistérios: como preparar

Comprei belos aspargos verdes e frescos, mas não ficaram tão gostosos como os de restaurantes
Essa decepção é mais comum do que se imagina. Deliciosos e muito apreciados na haute cuisine, os aspargos têm um modo de fazer bem peculiar. Um preparo errado pode desperdiçar uma de suas melhores características, que é a textura. Por isso, na Verdemar em revista 22, o chef Gabriel Carvalho separou um guia para cozinhar o vegetal, e também uma deliciosa receita de Aspargos Verdes Frescos à Moda de Milão. Aqui no blog, você pode conferir as dicas; veja abaixo:

Fundamentos para a cocção de aspargos frescos

1. Amarre o maço de aspargos com barbante culinário. Coloque-os em uma vasilha funda e estreita com água fervente salgada – 1 colher de sopa de sal para cada litro de água –, cobrindo até ¾ dos aspargos e deixando as pontas de fora.

2. Cozinhe durante 12 a 15 minutos, dependendo da grossura dos aspargos. O vapor da água quente vai cozinhar as pontas no ponto certo. Se você colocar as pontas dentro da água, elas vão cozinhar antes da parte central e desmanchar.

3. Retire os aspargos e corte as pontas mais grossas e duras, mais ou menos de 5 a 6 cm do pé para o meio. Experimente a dureza de cada aspargo com uma faca bem afiada ou com as mãos: onde cortar ou quebrar com facilidade está a divisão entre o macio e o duro. Faça pressão para cortar as partes duras até chegar à parte macia e descarte-as, pois não servem para comer – são muito duras e fibrosas.

Dica: experimente servir os aspargos ao natural, bem sequinhos e com algum molho ou maionese.

Experimente ainda:

9 comments

  1. Jaim Solares disse:

    Sinceramente, 12 a 15 minutos é tempo demais, mas demais mesmo!!! Um aspargo médio cozinha-se em 3 minutos, um mais fino, em 1 minuto e meio e um bem grosso em no máximo 5 minutos, mas tem que ser muto grosso mesmo. Não vale a pena cozinhar demais o legume, ele perde suas propriedades, sua crocância e sua cor.

    Em relação à parte dura e fibrosa, não se joga fora. O ideal é separá-la antes de cozinhar e cozinhá-la à parte, junto com as “escamas” do aspargo (que tb devem ser retiradas antes de cozinhar, pois podem guardar resíduos de terra dentro, mesmo depois de lavado). Cozinhá-se bem tudo isso e depois mixa-se com um pouco de creme de leite e com o líquido de cozimento pra coar e fazer um creme de aspargos.

    Não pode haver desperdício na cozinha!! Tudo se aproveita!!!

  2. ELIANA disse:

    me mande receitas de aspargos nunca preparei quero aprender

  3. alayde disse:

    Comprei aspargos frescos na feira, pois meu filho leu que este vegetal é rico em vitaminas, mas não sei fazer. Alguém pode me ajudar dando dicas de receitas já testadas? Mas nada de complicação, pois não sou nenhuma chef de cozine,hein? Obrigada.

  4. Yvonne Bulhões Pedreira disse:

    Compro sempre aspargos peruanos ou chilenos, dos grossos. Com um descascador de batatas descasco a pele fibrosa, abaixo das pontas (uns 8 cm, abaixo das pontas) e corto 1 ou 2 cm. da parte de baixo, que jogo fora. Depois, amarro com bartante (sem apertar muito para não quebrar os aspargos) num feixe e cozinho em água e sal, de pé numa panela alta. Água até 2/3 de altura, com as pontas bem fora d´água. Cozinham em mais ou menos 10 minutos.

  5. FERNANDA MOREIRA disse:

    Gostaria de obter mais receitas com aspargos,pois faço dieta diariamente e quero coisas novas pra que a minha dieta não fique na mesmice.

  6. Gabriel Carrara disse:

    Ei Fernanda e Alayde,
    vamos separar algumas receitas com aspargos e colocá-las em breve no blog. Fiquem ligadas!

  7. Rackel HUMMEL disse:

    COMI ASPARGOS EM CONSERVA MAS NAO ACHEI TAO GOSTOSO COMO IMAGINAVA.cOMPREI FRESCOS;VOU EXPERIMENTAR .AH, OBRIGADA PELA DICA

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>